quarta-feira, outubro 19, 2005

DESENVOLVIMENTO: RIO DE JANEIRO, UM PÓLO ATRATIVO DE INVESTIMENTOS

O Estado do Rio de Janeiro receberá um dos maiores investimentos já feitos por um único projeto na sua história. A Petrobrás, que sozinha já representa aproximadamente 20% da economia fluminense, deverá investir aproximadamente 21 bilhões de reais na construção do pólo petroquímico que irá gerar, aproximadamente, 75 mil novos empregos diretos e indiretos. As obras estão previstas para começar em 2007, com probabilidade de serem concluídas até 2011.
A Petrobrás já está com seus técnicos detalhando o projeto, que contará com uma parceria do grupo Ultra, além da BNDESPAR. Prevê a construção de uma refinaria petroquímica que vai processar, aproximadamente, 150 mil barris diários de petróleo pesado, para produção de diversas matérias-primas, como o Eteno e Propeno, entre outros, que serão utilizados nas indústrias petroquímicas. Será usada uma tecnologia inédita, desenvolvida pelo CENPES (Centro de Pesquisas da Petrobrás). O novo pólo contará com uma refinaria que vai usar o petróleo pesado extraído da Bacia de Campos, atualmente responsável por mais de 80% da oferta de petróleo e gás do país.
A escolha da sede está entre o município de Itaguaí e o Norte Fluminense.
O Rio de Janeiro tem se destacado no cenário nacional como pólo atrativo de investimentos de empresas estrangeiras e dos grandes aglomerados empresariais do país, principalmente pela Cidade do Rio de Janeiro, com Telecomunicações, Turismo, Informática, Atividades Culturais e Esportivas, Ind. Farmacêutica, Aço, Editorial Gráfica e Áudio Visual. De acordo com a FIRJAN, serão investidos aproximadamente 51 bilhões de reais na expansão das plantas industriais das fábricas nos próximos dois anos. Do total de recursos, 46% dos investimentos serão alocados na Baixada Fluminense e 28% no Município do Rio.
A Volkswagen acaba de anunciar investimentos da ordem de 220 milhões de reais na ampliação da fábrica de caminhões, em Resende, para uma produção estimada de 200 unidades/dia. A alemã Schultz vai investir na fábrica de conexões tubulares 45 milhões de reais. A gigante do aço ThyssenKrupp implantará nova siderúrgica no Pólo Industrial de Santa Cruz, o volume de investimentos chega a cifras de R$ 9 bilhões. O Grupo Wal-Mart investirá R$ 900 milhões na abertura de 18 lojas em todo o Estado do Rio, priorizando, em primeiro lugar, o Rio (no bairro da Tijuca), depois São Gonçalo, São João de Meriti, Duque de Caxias e outros.
Para atender toda esta demanda de produção e investimentos deverão ser construídos o Arco Rodoviário Metropolitano do Rio, com 72 km de estradas, para eliminar o estrangulamento da BR-040 ao Porto de Sepetiba, além da BR-101. Para 2006 serão investidos, aproximadamente, 500 milhões de reais neste empreendimento.
Neste contexto, o Rio deverá passar pelo seu melhor período na criação de novos empregos. Entre janeiro e agosto de 2005, de acordo com o Ministério do Trabalho, foram criadas, aproximadamente, 80 mil vagas com carteira assinada, atendendo toda cadeia produtiva da economia fluminense e gerando um reflexo direto na redução da taxa de desemprego em 14%. Com base nestes indicadores, o empresariado deve continuar acreditando no Rio.

ADENIL COSTA
Subprefeito de Campo Grande e Adjacências
Publicado no Jornal A Trombeta da Zona Oeste
Mês de outubro de 2005
Postar um comentário