sábado, novembro 19, 2016

RIO / RJ 2017 - 1º ANO DE GOVERNO E SEUS DESAFIOS:


O sentimento de sentir-se alguém em sua própria casa não depende de ordem ou estreiteza, mas de uma ativa relação entre o homem e o meio, da significação do que ele vê e sente.
O que não é tão obvio, entretanto, são suas potencialidades, para nos trazer satisfação e prazer, potencialidades que surgem não apenas como decorrência da qualidade do meio, íntimo – a casa e o bairro – mas da forma da cidade, em toda sua grandeza.
São muitos os desafios do governo Crivella.
Coloco aqui algumas questões, sobre o desenvolvimento da cidade e de seus corredores estruturantes. 
O controle do adensamento de várias áreas da cidade; A revisão dos Planos de Estruturação Urbana/PEU’s e acelerar os que estão em construção; A revitalização urbana e edilícia do corredor da Av. Brasil (da Gamboa até o Jardim América); A regularização dos diversos loteamentos irregulares da cidade; A revitalização no entorno das estações de trem/Supervia; O controle da expansão das favelas (Favela Bairro), e por final fazer avançar as leis complementares (Instrumentos do Plano Diretor) que estão paradas na Câmara de Vereadores do Rio desde 2013.



quinta-feira, novembro 17, 2016

RIO/RJ: OPERAÇÃO DA POLICIA FEDERAL PRENDE EX-GOVERNADOR RIO SERGIO CABRAL

O BRASIL PRECISA MUDAR! Quem pensa que solapando recursos públicos, vai ficar impune esta enganado!
Salve a Policia Federal, Salve o Ministério Público e salve as instituições sérias deste país chamado BRASIL.
Quem não escuta 'Cuidado!', escuta Coitado?
A operação se baseia em delações premiadas da Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia A operação prendeu o governador Sérgio Cabral e seu secretário de governo Wilson Carlos, Wagner Jordão da Silva. – operação batizada de “Calicute”. A prisão aconteceu às 06:40h deste dia 17/11.




sábado, novembro 12, 2016

GESTÃO PÚBLICA NO BRASIL E NO ESTADO DO RIO: GESTÃO FINANCEIRA A GRANDE CAIXA PRETA.

     De 2006 até 2009, fui Diretor de finanças e administração da Prefeitura do Rio/RJ - Companhia de Iluminação Pública/Rioluz, e aprendi muito com Cesar Maia, com meu gerente financeiro e o de planejamento sobre a importância do fluxo de caixa (despesas/receitas) e o seu acompanhamento sistêmico.
O que observamos, e uma total falta de conhecimento de gestão, dos gestores públicos e de cuidado com a coisa publica, e aqueles que deveriam fiscalizar o executivo (Deputados ou Vereadores), não se preocupam em obter informações e nem se qualificar. TRISTE!!!
     Cesar Maia colocou o seguinte esta semana - é impressionante! “E falo isso com tristeza, porque não ouvi os senhores parlamentares, nem os senhores secretários, nem o senhor governador, nem ninguém informar que entregou, à Assembleia Legislativa, ou que está na internet, no link tal, o fluxo de caixa para os próximos 12 meses. Como vou acreditar que o déficit seja de R$ 20 bilhões? De onde vem esse déficit? É de uma tabelinha receita-despesa-déficit? Não dá para se brincar com opinião técnica. Essa informação tinha que estar disponível. O Governo diz que o Estado está quebrado. Há quantos meses estamos escutando essa ladainha que o Estado está quebrado, que o déficit é de 8 bilhões, 12 bilhões, 15 bilhões? E não há demonstração desse déficit! Não se demonstra esse déficit! É inacreditável! Isso teria que estar publicado no Diário Oficial, antes ou no momento do encaminhar à Assembleia Legislativa projetos de lei para corrigir esse tal déficit.
     Eu gostaria, como cidadão do Estado do Rio de Janeiro, de conhecer a projeção do fluxo de caixa que permite ao Governador Pezão e ao seu Secretário de Fazenda, ao seu Chefe da Casa Civil, tão contundente, explicarem de onde que vem esse rombo. Não adianta entregarem para a imprensa um quadro onde diz: receita, tanto; despesa, tanto; previdência, não sei quê e tal, e aqui embaixo menos... Isso não existe”. Enfim, tristemente, quero informar que o segundo estado mais importante – ou o terceiro, se incluir Minas nas suas receitas tributárias – do meu país, não tem um fluxo de caixa projetado nem para quatro meses, para que se possa fazer uma avaliação” 
   Finaliza Cesar Maia (Ex-secretário de finanças do estado do Rio e prefeito com três  mandatos no Município do Rio de Janeiro/RJ).
                                           www.adenilcosta45456.com.br



BLACK FRIDAY