segunda-feira, janeiro 19, 2015

DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO RIO: CRESCENDO E PUXANDO O CRESCIMENTO DO BRASIL.

O governo do estado do Rio, esta potencializando as alternativas para ampliar o desenvolvimento do estado, com foco na Região Metropolitana, com seus aproximadamente 17 municípios, e segundo o IBGE com aproximadamente 11 milhões de habitantes (ver mapa abaixo), esta construindo alternativas para a geração de soluções efetivas com ação forte de governo, a partir da identificação já conhecida dos obstáculos que impedia o desenvolvimento dessa região e do estado.
Para melhor atender a toda esta demanda de produção e investimentos, o governo atendeu os empresários/FIRJAN e a todos que lutavam pela construção do Arco Rodoviário Metropolitano do Rio, com 70km de estradas já construída, que era o grande sonho á mas de 40 anos. Duplicou a BR-101, trecho entre Santa Cruz e Itacuruçá (Costa Verde), possibilitando a eliminação do estrangulamento da BR-040 ao Porto de Itaguaí. A complementação do Arco Metropolitano será feita através do governo federal, no trecho que vai de Santa Guilhermina no município de Mage, até Itambi, em Itaboraí no Complexo Petroquímico - completando assim, os 145Km do Arco.
Outra reivindicação importante da FIRJAN, que já esta em andamento e a construção de uma estrada dentro da Baixada Fluminense, que vai ligar a Via Light até Av. Brasil, com construção de 2 tuneis com corredor BRT, que liga Nova Iguaçu ao corredor da TransBrasil, que esta sendo construída pela prefeitura do Rio, além da TransBaixada que liga as margens do Rio Sarapui com á Rod. Presidente Dutra, com a Via Light transversalmente com as avenidas do Rio e a Baixada Fluminense.
A linha 3 do metro - Niteroi, São Gonçalo e Itaboraí, também sairá do papel, em parceria com o governo federal.  
As barcas, das 9 compradas este mês chegou a 1ª e o restante estão a caminho.
Trens, esta previsto para 2015 a chegada de mais 52 composições de trens novos para atender todos os ramais da Supervia.
Outra área de prioridade do governo e o investimento na segurança publica, em UPPs, Tecnologia, Qualificação e melhoria salarial para as policias.
A politica econômica do governo para o Estado do Rio é também a interiorização do desenvolvimento, pois vai reduzir a pressão na área da Meso - Região Metropolitana, que está no limite, e vaia ajudar suportar os altos índices de crescimento demográfico da região.
Outro grande desafio e a questão hídrica “desafio da água”, o governo esta fazendo a maior operação da historia da CEDAE (Companhia estadual de agua e esgoto do estado), onde assinou com governo federal um contrato de R$ 3,2 bilhões de empréstimo com a Caixa Economica Federal para levar água para toda Baixada Fluminense, e assim universalizar a água para os moradores e as industriais existentes e, as que estão se implantado ao longo do Arco Rodoviário Metropolitano.
Convido aos investidores nacionais e estrangeiros para investir aqui no estado do Rio de Janeiro. Se tem um lugar no Brasil, onde propicia o crescimento, e aqui!





sexta-feira, janeiro 02, 2015

RIO DE JANEIRO: Desafios do Governador Pezão á enfrentar em 2015.

O Estado do Rio de Janeiro, com seus 92 municípios, e até podendo-se dividir em 6 mesorregiões, e 18 microrregiões, com uma população estimada em 16.472 milhões de habitantes. Hoje tem 46 representantes na Câmara Federal, 3 Senadores e 70 Deputados estaduais.
A partir de ontem (01/01/2015), passa a ser administrado pelo governador Luiz Fernando Pezão e seus 25 secretários, conforme foto abaixo.
Será um estado que terá os maiores desafios a enfrentar em 2015. Dos 27 estados da federação o estado do Rio, e o mais metropolitano do Brasil, com aproximadamente 75% da população concentrada em torno da capital e mais de 80% do PIB.
Com o barril de petróleo abaixo de US$ 60, com a queda de aproximadamente 40%, o valor das transferências federais que cairão por causa dos Royalties do Petróleo, o governo estadual pode perder mais de R$ 3 bilhões de reais e municípios como Campos, Macaé, Rio das Ostras, Quiçamã, etc., poderão ter problemas graves.
Segundo o governador Pezão, em entrevista dada ao Jornal O Dia de 30/12(Fernando Molica) “Vou cortar tudo. Haverá renegociação de contratos em toda administração, inclusive em saúde, segurança e educação, áreas que serão preservadas de cortes. Nas outras secretarias, determinarei a diminuição de entre 25% a 30% de despesas de custeio, como telefones e aluguel de carros, e que Eventuais demissões dependerão de cada secretaria. Mas nenhuma obra será afetada, o financiamento para esses investimentos está assegurado, não há qualquer risco”. 
Ainda segundo Pezão, a perda na receita será em torno de aproximadamente R$ 2,2 bilhões em royalties para este ano, alertado pela ANP, e também á previsão de queda na arrecadação do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), na ordem de R$ 2 bilhões, em 2014.
O Governador Pezão sai na frente e vai colocar os técnicos para ajudar, orientar e adequar os municípios dentro do estado. Para reequilibrar as contas, vai chamar as empresas que estão na DIVIDA ATIVA, para conversar e entender por que estão devendo e renegociar, pois os números chegam à ordem de R$ 64 bilhões.

Aos investidores nacionais e estrangeiros, mesmo com estes desafios que teremos de enfrentar, o estado do Rio de Janeiro, ainda é o melhor lugar para se investir.
Segue abaixo, lista com os novos ministros da presidente Dilma Roulsseff para 2015.




BLACK FRIDAY