sexta-feira, janeiro 02, 2015

RIO DE JANEIRO: Desafios do Governador Pezão á enfrentar em 2015.

O Estado do Rio de Janeiro, com seus 92 municípios, e até podendo-se dividir em 6 mesorregiões, e 18 microrregiões, com uma população estimada em 16.472 milhões de habitantes. Hoje tem 46 representantes na Câmara Federal, 3 Senadores e 70 Deputados estaduais.
A partir de ontem (01/01/2015), passa a ser administrado pelo governador Luiz Fernando Pezão e seus 25 secretários, conforme foto abaixo.
Será um estado que terá os maiores desafios a enfrentar em 2015. Dos 27 estados da federação o estado do Rio, e o mais metropolitano do Brasil, com aproximadamente 75% da população concentrada em torno da capital e mais de 80% do PIB.
Com o barril de petróleo abaixo de US$ 60, com a queda de aproximadamente 40%, o valor das transferências federais que cairão por causa dos Royalties do Petróleo, o governo estadual pode perder mais de R$ 3 bilhões de reais e municípios como Campos, Macaé, Rio das Ostras, Quiçamã, etc., poderão ter problemas graves.
Segundo o governador Pezão, em entrevista dada ao Jornal O Dia de 30/12(Fernando Molica) “Vou cortar tudo. Haverá renegociação de contratos em toda administração, inclusive em saúde, segurança e educação, áreas que serão preservadas de cortes. Nas outras secretarias, determinarei a diminuição de entre 25% a 30% de despesas de custeio, como telefones e aluguel de carros, e que Eventuais demissões dependerão de cada secretaria. Mas nenhuma obra será afetada, o financiamento para esses investimentos está assegurado, não há qualquer risco”. 
Ainda segundo Pezão, a perda na receita será em torno de aproximadamente R$ 2,2 bilhões em royalties para este ano, alertado pela ANP, e também á previsão de queda na arrecadação do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), na ordem de R$ 2 bilhões, em 2014.
O Governador Pezão sai na frente e vai colocar os técnicos para ajudar, orientar e adequar os municípios dentro do estado. Para reequilibrar as contas, vai chamar as empresas que estão na DIVIDA ATIVA, para conversar e entender por que estão devendo e renegociar, pois os números chegam à ordem de R$ 64 bilhões.

Aos investidores nacionais e estrangeiros, mesmo com estes desafios que teremos de enfrentar, o estado do Rio de Janeiro, ainda é o melhor lugar para se investir.
Segue abaixo, lista com os novos ministros da presidente Dilma Roulsseff para 2015.




Postar um comentário