quinta-feira, janeiro 14, 2010

IMÓVEIS: NOVO PISO SOBE RENDA DO “PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA”

O cidadão Carioca não deve perder esta oportunidade de adquirir o seu sonho que e, comprar um imóvel, dentro de um programa  que da um subsidio de R$ 2 mil a R$ 23 mil.
O Dia, Tamara Menezes, 10/jan/10.
Mais famílias vão poder realizar o sonho da casa própria. O aumento do valor do salário mínimo nacional este mês fez com que o teto da renda aceita no programa de subsídio e financiamento “Programa Minha Casa, Minha Vida” subisse também, de R$ 4.650 para R$ 5.100. Esse é o limite para quem pretende pegar empréstimo imobiliário na Caixa Econômica Federal. Quem teve a ficha negada pela renda pode voltar a se candidatar à compra do imóvel.

Em todo o País, a expectativa é que um milhão de moradias sejam comercializadas aproveitando os benefícios que incluem juros mais baixos, descontos. Só na capital do estado/RJ, há previsão de que 62.497 unidades serão construídas dentro do programa.

Com a novidade, passou de R$ 1.395 para R$ 1.530 o rendimento máximo das famílias que podem pleitear o valor total do subsídio (R$ 23 mil) e a isenção do seguro. Famílias que ganham até R$ 3.060 agora também poderão contar com o auxílio parcial e desconto no seguro. Quem recebe entre R$ 4.651 e R$ 5.100, que estava excluído, agora pode se inscrever.

"Com o aumento do teto para o "Programa Minha Casa, Minha Vida", mais pessoas vão ter acesso ao programa", destaca Fabio Mello, diretor da Estrutura Consultoria.

Deficientes e idosos têm prioridade

Postar um comentário